21 novembro 2008

16 outubro 2008

"O R F Ã"


O sangue e o vinho!

O nosso último cálice
nas cinzas que atiro ao mar
onde as rosas
e as lágrimas lentamente se afastam...

Minha voz
se prende nas palavras.

As últimas
que te queria acenar.

Adormeço entre as pedras

Não te espero o regressar



LuizaCaetano



assim me sinto
desde que ele se foi...

05 outubro 2008


"O importante não é ter a pessoa certa,
sim ser a pessoa certa"

25 julho 2008


Respire fundo, levante-se e não desista.
Desistir é o que torna toda derrota permanente.


Clarice Lispector

24 julho 2008

BEIJO



Adoro teu rosto indecente
que de perto me encara de frente
querendo um beijo.
Adoro teus lábios perfeitos,
macios, carnudos, vermelhos,
e esse cheiro bom de desejo.
Adoro teus dentes branquinhos
que escancaras bem de mansinho
num sorriso inocente.
Adoro esse hálito puro
quando chegas bem perto, no escuro,
esse gosto de pasta de dentes.
Ah, esse beijo gostoso, morena
é tudo que espero!...
Ah, me perder em tua boca, morena
é tudo o que quero!...
Adoro tua língua irriquieta
que passeia no céu da minha boca
e, faminta, se enrosca na minha.
Adoro esse beijo molhado,
dengoso, lambido, sugado
na mistura das nossas salivas.
Adoro encostar no teu corpo
e sorver tua alma aos poucos
nesse beijo infinito.
Adoro deitar em tua cama
te ouvir sussurar que me ama
e fingir que acredito...
Ah, esse beijo gostoso, morena
é tudo que espero!...
Ah, me perder na tua boca, morena
é tudo o que quero!...

18 julho 2008

E me diga a sua!



Ouçam:
Se lhe dizem verdade ou não
tanto faz para ele.
.
Mas para mim
Ouçam o que vos digo,
Quero Necessito da verdade
Mesmo que, por hipocrisia ou ironia, ela seja mentira

16 julho 2008

Pequenas frases ao vento...



Retorno ao primeiro instante
Onde ainda era o que não seria,
E me vejo em silêncio,
Sem nada por dizer,
Somente olhando o amanhã,
Prevendo talvez o que seria,
Se nada fosse naquele instante ...


***************


Casuais destinos
São oásis da rotina...


***************


Eu iria dizer:- dane-se o mundo,
Pensei,... sem ele quem sou?
Pra tudo o nada não basta,
Reaja descubra um jeito,
Reinvente a parafuzeta,
Sei lá te vira,
Dee uma doido varrido,
O mundo não ta nem ai pra você,
O que importa é somente crer,
O que você faz para ser...
DANE-SE O MUNDO...


***************


o mundo é uma porcaria só,
mas eu, tu e outros,
somos outra coisa,
cada qual em seu mundo só...


**************


volta e meia olhava
pela janela o mundo lá fora,
não conseguia ver muita coisa,
um dia abri a janela,
e percebi que lá fora
havia um mundo por olhar...




Tópico da comunidade PQP no Orkut,
de onde copiei algumas postagens no amigo noiTe

SIMPLICIDADE



De que valem
um milhão de palavras bonitas
e nenhum entendimento?...
Prefiro a simplicidade
de um verso fácil,
à tentação da intelectualidade.

12 julho 2008

E é só

.
















O meu marido me deixou
Estou reaprendendo a trabalhar
Hoje é sexta-feira e é noite
A internet vulgarizou a minha vida
Estou igual a seis bilhões de vidas
(Será que é sexta-feira em todo lugar?)
Hoje é noite de uma sexta-feira
E estou triste
Qual é o fim de uma vida?
Quando sabemos que não há mais nada?
Por que perdemos a esperança?
Hoje é uma sexta-feira
E só eu estou triste.



São 5.999.999.999 rostos felizes e despertos
Parece que os encontrei a todos nas ruas
Todos estão felizes
E só eu entristeci
Daqui a uma hora serão dez horas em outros lugares
E ninguém sorrirá
Mas estarão todos felizes por dentro
É agora em diferentes lugares
Em intervalos de uma em uma hora
E só eu não participo de tantas horas
Estou só
E ninguém além é triste.



Ele também deve estar feliz em algum lugar
Estou reaprendendo a trabalhar
Mas isso é de dia
Durante o dia
Minhas noites são vazias
Volto pra casa, tiro meus sapatos, as meias
É frio aqui
Tiro as calças, fico com a blusa
E estou só
Completamente só
Mais só do que devia
É quase meia noite
E ninguém mais é triste
Só eu envelheci.



Vou para a cama
Pego os restos de minha última quimera
Quero entrar com bagagem e tudo no mundo dos sonhos
Nesse mundo espectral onde encontro outros tristes
Tão tristes quanto eu
Estou só
E só eu sou infeliz no mundo
E tem gente acordando em outros lugares do mundo
Estou reaprendendo a ficar sozinha.


Tarlei Melo
desenhista, bacharel em história, sensibilidade do século XXI

28 junho 2008

Imagem: Flávio Scholles


Sou qualquer coisa judiada de ventos.

Minha pele não diz isso,

mas nunca se deve confiar muito em peles.

19 junho 2008

Coisas que a vida ensina depois dos 40



Quando nós chegarmos aos 40, nós todos saberemos que:

Amor não se implora, não se pede não se espera... Amor se vive ou não.
Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você.
Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para mostrar ao homem o que é fidelidade.
Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz.
As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros.
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.
Deus inventou o choro para o homem não explodir.
Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso.
Não existe comida ruim, existe comida mal temperada.
A criatividade caminha junto com a falta de grana.
Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.
Amigos de verdade nunca te abandonam.
O carinho é a melhor arma contra o ódio.
As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida.
A música é a sobremesa da vida.
Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente.
Filhos são presentes raros.
De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças acerca de suas ações.
Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves que abrem portas para uma vida melhor.
O amor... Ah, o amor... O amor quebra barreiras, une facções, destrói preconceitos, cura doenças. Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado. E vive a vida mais alegremente.

Artur da Távola

16 junho 2008



Jangadas amarelas, azuis, brancas,
jangadas mancas, caolhas, banguelas,
e jangadas em todo esplendor:
o mar é o mesmo...

15 junho 2008

alguém parado
é sempre suspeito
de trazer como eu trago
um susto preso no peito,
um prazo, um prazer, um estrago,
um de qualquer jeito,
sujeito a ser tragado
pelo primeiro que passar

parar dá azar

14 junho 2008


O que é que esperas,
fazendo da espera
uma chegada?

Armor é fogo que arde sem se ver


Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?



Luís de Camões

26 maio 2008

REPLETO DE SILÊNCIO, de tudo um pouco...


Precisamente para ser tudo, antes de mais nada, contudo, é preciso ser nada. Ora, como poderia o todo caber-se por inteiro em pleno nada se o nada contivesse em si alguma coisa, antes do todo?

Contivesse alguma coisa o nada, ele todo imediatamente deixaria de ser nada e nada jamais nele, coisa alguma, eternamente, teria chances de ser tudo.

Se tudo conta, nada fica. Se tudo fica, nada conta.

Quando inteiro fico de meu nada, nada conta em mim antes de tudo. Se pleno de mim, um dia, contudo, eu fico, é porque inteiro me escondo até onde meu eu possa caber, inteiro de si e de mim, dentro de meu nada.

Mas que nada é esse do qual se pode dizer ser possível dentro só ficar? Pois se há um vazio dentro do nada, só por ter o nada dentro de si um só vazio, já tem contudo, alguma coisa dentro em si, algo que por si só jamais permite que o todo por inteiro possa um dia ali entrar.

Se algo entra, é porque algo sai. Se tudo entrasse, o todo sairia e nada restaria pra ficar; sempre que nada fica dentro é porque o nada inteiro sai, e quando quer que ele, o nada, esteja fora, morre-se o vazio, nada é mais inteiro, e o todo, pleno de si, morto do vazio, nunca mais preencheria algo, pois nada mais haveria onde tudo pudesse inteiramente vivo estar.

Não se importe em compreender todo este texto aparentemente complexo, nem perca nada de seu tempo em memorizá-lo; ele é simplesmente algo sem nexo, um todo vazio, um nada por inteiro, impossível de lembrar; assim como o são as memórias todas, virtualmente repletas de nada, na insanidade vazia de uma febre por contar, preenchidas sobretudo de dor; antes mais de nada, um nada acima de tudo, que nada sabe sobre esquecer, nem quanto dói aquilo tudo que sempre é febril e vão lembrar.

Repleto de silêncio, calado de tudo, todo vazio, nada sou. Sou nada mais que mero ninguém, alguém vazio de um pouco de tudo; algo enfim, sobre quem nem mesmo o nada, sobretudo, em seu vão contar, sabe ao menos se calar.


Paulo Urban

Tema: DE TUDO UM POUCO

23 maio 2008

A reunião

Estava na hora.

Angel terminava de se arrumar pensando se não esquecera de nada. Aquela reunião, marcada às pressas, prometia...

Os boatos sobre a mudança do bruxo čarovniški previa que alterações importantes ocorreriam: quem iria ocupar seu lugar na diretoria??? Bom... tudo pode acontecer!

Analisando cada candidato, Angel teria que tomar partido. Qual seria o melhor preparado? Afinal, liderar essas pessoas tão diferentes pedia alguém sensato e com jogo de cintura. Coisa que o Espírito de Porco não tinha: já dizia seu nome! Petit Merveilleux, por ser a caçula, também não estava preparada, apesar de estudar direito. Mujer Viajante, com seu espírito nômade, também não: bem provável que não estivesse presente quando necessário... Tirar Nastácia de sua cozinha e perder seus quitutes deliciosos era temerário e um tanto contraditório com seu estômago! Com certeza, seu nome não seria cogitado, porque o cargo exigia tomada de decisões firmes e Angel tinha um coração mole que dominava sua razão.

Pronto! Estava decidida! As melhores opções seriam Cunhapora e La Loren: mulheres fortes, ágeis, firmes, de pensamento rápido e lúcido.

Será que os outros aceitariam uma direção compartilhada entre as duas??? Sim, isso que iria propor!

Pegou sua bolsa, colocou o celular no silencioso e lá se foi.
Epa! Ainda bem que tem esse espelho no hall: ia esquecendo do batom.

01 maio 2008


Nossas palavras, inúteis?

Até pode ser.

Mas que utilidade tem

a utilidade?

23 fevereiro 2008

Tuas mãos

São lindos laços que transformam pequenas lembranças em maravilhosos presentes.
Acariciando este menino mal-acabado transforma-o em homem sensível, amoroso, decente.
Sou o barro que em tuas mãos de artista é moldado.
Sua ternura me transforma carinhosamente, me sinto amado e é nestas caricias que viajo quase calado, ouve-se de mim apenas gemidos deste doce pecado.
Quero tuas mãos, tua boca, tua alma e teu corpo de anjo encarnado.
Quero, se possível, sempre estar ai ao seu lado.

10 fevereiro 2008




People Building

31 janeiro 2008




Meu mundo é este jardim
E nele ando meio esquisito
Um dia feliz outro solitario


Ando como sempre, sempre distraido
Mas quem desfia um rosario
Ora perde contas de versos pelo caminho
Rogo por seguir me perdendo em flores, poesia e carinho

05 janeiro 2008