06 agosto 2006

Síndrome de Lagarta


Arrasta, rasta, rasta, caminho de fel
Lagarta, inteira, por toda vida
Avante! Rumo ao léu
Presa, condenada desde a partida

Segue com seu pranto amargo
Colhendo olhares de desprezo
Segue contando seus passos
Desejando, um dia, pouco zelo

Interrupção! Casulo, glória, transformação
Asas, vôo, caminhos sem chão.
Universo todo a conhecer

Arrasta, rasta, rasta, caminho sem fim
A borboleta que precisa se sentir lagarta
Pr´um dia mais viver...

Dinha Oliveira

Um comentário:

Dinha disse...

Ahhhhh!!! Ceeeeellllllll!!! To sem palavras, eu ai, nua, a largata em seu blog...
Obrigada, obrigada mesmo!
Beijos
Dinha